Ferrovia pode ligar Brasília a Goiânia com trem de passageiros

Governo pediu prioridade ao assunto na ANTT para o expresso que pode transportar 90 milhões de passageiros por ano

src

por Marcelo Albuquerque

22/11/2015 às 00:21 - Atualizado em 22/11/2015 às 00:46

Faça uma avaliação

A ferrovia deve ter aproximadamente 200 km, entre Brasília e a capital goiana. O trem deverá operar em velocidades do tipo média, geralmente até 140 km/h.

O assunto foi novamente tratado em Brasília e reacende as esperanças de quem trabalha na região do entorno ou viaja com freqüência pelo eixo Goiânia-Brasília. Nesta última quarta-feira (18) o governador Marconi Perillo pediu ao presidente da Agência Nacional de Transportes Terrestres (ANTT), Jorge Bastos, prioridade absoluta para a construção de uma ferrovia ligando Goiânia a Brasília. A sugestão apresentada pelo governador, como forma de viabilizar a obra, é a elaboração de um projeto executivo que prevê a construção de forma modular.

Na primeira fase seria construída uma linha férrea ligando Goiânia a Brasília, exclusivamente para o transporte de passageiros. Numa segunda etapa seria instalado um ramal para Águas Lindas, integrações com o sistema de transporte urbano do Entorno de Brasília e, por último, a viabilização do transporte de cargas, com uma possível ligação da linha com a Ferrovia Norte-Sul e a Ferrovia de Integração Centro-Oeste (Fico). O governador pediu urgência na elaboração do projeto executivo, que deverá apresentar as contrapartidas financeiras de Goiás, Distrito Federal e União.

Estão previstas três estações em Goiânia, Anápolis, Águas Lindas, Brasília e Santo Antônio do Descoberto. O projeto de viabilidade econômico-financeira da ferrovia aponta que neste momento somente o transporte de passageiros é viável. A previsão é de que 90 milhões de passageiros ao ano utilizariam a ferrovia. O governador de Goiás sugeriu na reunião a construção de pelo menos mais uma estação, entre Abadiânia e Alexânia, para aumentar a função social da ferrovia. “Esse projeto é prioridade absoluta”, disse Perillo.

O presidente da ANTT, Jorge Bastos, afirmou que será apresentado em breve ao governador o projeto técnico na modelagem proposta por Marconi, ou seja, a construção de uma obra por etapas. (Com informações do Goiás Agora)

Você também pode gostar

Clube Curta Mais
Clube de vantagens e descontos exclusivos
Acesse