Conheça Campos Belos, cidade cercada por montanhas que é uma verdadeira pintura da natureza em Goiás

O primeiro nome do lugar foi Almas, o mesmo da fazenda que deu origem a cidade

src

por Kariny Bianca

07/02/2020 às 14:50 - Atualizado em 08/02/2020 às 09:43

Faça uma avaliação

Cercada de montanhas por todos os lados, Campos Belos fica a 400km de Brasília e 630km de Goiânia. O município é a segunda maior cidade da região nordeste do estado e pertence a microrregião da Chapada dos Veadeiros. A cidade ostenta o posto de pólo econômico da região, atendendo vasta área do norte de Goiás e sul do Tocantins. 

O primeiro nome do lugar foi Almas, o mesmo da fazenda que deu origem a cidade. Um frei dominicano, de passagem pela região, encantado com a planície cortada por córregos e cercada por morros, dando o aspecto de muralhas, sugeriu a mudança do nome para Campos Belos. Na época de seu surgimento, as pessoas que habitavam a região eram basicamente as tradicionais famílias descendentes de portugueses e donas de grandes extensões de terra, entre elas pode-se destacar na criação de Campos Belos: os Batista Cordeiro, os Costa Madureira e os Cardoso. 

Havia também uma minoria de goianos vindos do sul, que alimentados pela febre do ouro descoberto em Arraias e Monte Alegre viviam ali a decadência desse período e por fim, em número maior, famílias muito pobres que viviam o fim do ciclo do ouro. A região era deveras pobre e afastada dos grandes centros do país.

26c28249509f75744bff21caec25f455.jpg

Subir o Morro da Cruz virou tradição às sexta-feiras santas, as pessoas levantam de madrugada para cumprir o ritual. 

f3aaea7acfff68b0be7b64a72e093770.jpg

e6ccf18c93dfa68af49358147bdce919.jpgFotos: Prefeitura de Campos Belos

A partir de 1920, com o surgimento do povoado, inúmeras famílias baianas se integraram à população local, adquiriram terras e trouxeram toda cultura do estado vizinho àqueles que já estavam no lugar. O maior bairro da cidade, a Vila Baiana, é uma referência a esses migrantes. A soma de todos esses grupos criou em Campos Belos um jeito peculiar de se falar. Não há um sotaque definido e é possível ouvir diferentes expressões, já que nos últimos anos pessoas do sul e de São Paulo juntaram-se em grande número aos moradores da cidade.

As maiores festas populares são: o Carnaval; o Arraiábelo, realizado no Centro Olímpico, tido como a 3ª maior festa junina de Goiás; a Exposição Agropecuária - que acontece normalmente em julho; e a Festa de Nossa Senhora da Conceição.

feddedb211d786c3fd4e81ddfd9a1cff.jpg

e6ccf18c93dfa68af49358147bdce919.jpgFotos: Prefeitura de Campos Belos

Curiosidades

- O que diferencia Campos Belos das demais cidades ao seu redor é a discrepante situação financeira. Como pólo comercial, a cidade absorve praticamente toda movimentação comercial da região, bem como, também, boa parte dos recursos da pecuária.

- Na zona rural de Campos Belos funciona a Usina Hidrelétrica do Rio Mosquito.

- Um curioso achado em Campos Belos diz respeito às grutas da região do Pouso Alto onde foram encontradas pinturas rupestres, fato que demonstra que a região já era povoada há alguns séculos.

- Mais de 90% da cidade é servida por esgoto e água encanada.

- A expectativa de vida em Campos Belos é de 78 anos.

- A taxa de urbanização é de 87%.

- O IDH médio é de 0,708.

- De acordo com o Censo 2010, 72% dos camposbelenses são católicos e 22% protestantes e estes dividem-se em: 13% de missão (adventista, batista, presbiteriana) e 87% pentecostais.

- A taxa de analfabetismo em Campos Belos é de 10%.

f82067a407874ee0686deef7a05abb7d.jpgFoto: Fabiano Silva/Google Maps

29483ebe5bc614cf00a07c5c060fade0.jpgFoto: Pedro Meireles/Google Maps

Igreja Matriz de Campos Belos

O município já recebeu vários moradores que foram muito importantes para a história da cidade. Um deles foi Alain du Noday, nascido em Saint-Servant, França em 1899. Ele era bispo e soldado da 1º guerra-mundial, e se refugiu no interior do Brasil auxiliando os pobres. Pertencia à diocese de Porto Nacional, mas morou muitos anos em Campos Belos, sendo responsável por construir a igreja Matriz que existe até hoje. Graças à sua influência a aquitetura da igreja foi importada da Alemanha e não possui as típicas colunas das igrejas mais antigas. Universidade, colégios e estabelecimentos comerciais da cidade ainda homenageiam o religioso com o seu nome.

2b3e32dfc355b40cb9efafa11719a404.jpgIgreja Matriz com decoração de natal /Prefeitura de Campos Belos 

f12c5d17d893b2d5168b64dae887fed1.jpgIgreja Matriz/Divulgação

Campos Belos é um município de fronteira interestadual, com isso o comércio desenvolveu-se espantosamente na década de 1990 e 2000, já que a cidade passou a atender a população do novo estado que não possuía infraestrutura comercial própria. Com a construção de Palmas, a cidade passou a ser também roteiro alternativo de acesso ao norte do país.

Fonte: Eduardo Modesto C. Lucas

Informações: Prefeitura de Campos Belos - (62) 3451 3181.

Como chegar:

Você também pode gostar

Clube Curta Mais
Clube de vantagens e descontos exclusivos
Acesse