18/06/2019 17:36
Notícias / Conteúdo

Vídeo mostra fiscalização em bares do Setor Marista e causa revolta da Abrasel-GO: 'constrangimento'

A ação envolveu mais de 120 fiscais e policiais fortemente armados em dois badalados bares nesta sexta-feira (17) a noite

Marcelo
por Marcelo Albuquerque

Uma operação realizada por volta das 23h00 desta sexta-feira (17/06) envolvendo Polícia Civil, Polícia Militar, Procon, Amma e Corpo de Bombeiros, gerou revolta da Abrasel-GO (Associação Brasileira de Bares e Restaurantes de Goiás) que chegou a publicar uma Nota de Repúdio (leia abaixo) neste sábado.

Na nota, a Abrasel diz que a operação foi "divulgada com o objetivo de verificar a fiscalização da segurança destes estabelecimentos, além de aprender armas, drogas, captura de foragidos e coibir ações criminosas". Mas, segundo a Abrasel-GO, nenhum cliente foi revistado nos dois endereços do Setor Marista, região nobre de Goiânia. "REPUDIAMOS toda e qualquer ação ARBITRÁRIA, DESARRAZOADA e DESPROPORCIONAL e nos colocamos à disposição das autoridades deste Estado para debater esses procedimentos humilhantes praticados em nossos estabelecimentos".,

Ao Curta Mais o presidente da entidade, Fernando Jorge, disse que os homens chegaram fortemente armados, o que teria assustado os clientes do Alabama e do Bahrem, únicos locais fiscalizados.

No Alabama, o show sertanejo que estava programado acabou sendo proibido e não aconteceu. No Bahrem, houve apreensão de equipamento de som. "A ação foi arbitrária, o estabelecimento não foi notificado e já levaram o som alegando excesso de barulho", conta Fernando. 

Segundo a Abrasel, nos últimos seis meses mais de 40 bares e restaurantes fecharam as portas e 12 estabelecimentos estão à venda em Goiânia. "O momento já é de crise, a carga tributária altíssima e estamos todos fazendo sacrifício para continuar com as portas abertas. Este tipo de ação só serve para desestimular ainda mais empreender nesse ramo", reclama.

Os donos de bares e restaurantes devem se reunir com a cúpula da segurança pública ainda esta semana. Eles também querem agendar uma audiência com o Prefeito de Goiânia e os responsáveis pelo Procon e Amma para discutir o assunto. "É muito estranho o que está acontecendo e temos que descobrir o que está motivando tudo isso, principlamente em um ano político", diz o presidente da associação.

"É o pior momento da história para nosso segmento, a gente só quer trabalhar para reverter esse quadro e o poder público não ajuda. Só este ano vários projetos de leis e declarações infelizes foram feitas por nossas autoridades e agora todo esse constrangimento com essas fiscalizações fora de hora. Não somos contra a fiscalização mas que seja no momento certo para evitar todo esse circo", desabafa Fernando.

Por meio de nota, a Secretaria de Segurança Pública rebateu as críticas da Abrasel-GO. "Ao contrário do que a entidade afirma, todo o processo se verificou dentro dos mais rígidos padrões de respeitabilidade a frequentadores e empresários, não tendo sido registrado nenhum incidente ou conduta que fugisse à normalidade. Igualmente não existiu nenhuma ocorrência de maior gravidade. A ação teve o amplo apoio dos presentes nestas localidades que, inclusive, se manifestaram claramente por meio de aplausos", afirma o comunicado.

 

fiscalização

fiscalização

Fotos e vídeos enviados ao Curta Mais pela ABrasel-GO.

*NOTA DE REPÚDIO DA ABRASEL GOIÁS* 

Associação de bares e restaurantes sem fins lucrativos, que representa mais 16 mil empresas do segmento de alimentação fora do lar em todo Estado de Goiás e gera cerca 100 mil empregos diretos, declara que sempre apoiou as ações de fiscalização, seja de qual órgão for, pois defendemos e sempre lutaremos pela moralização do nosso segmento. Todavia, na data de ontem (17/06/2016) por volta das 23horas uma ação realizada em conjunto do PROCON, Amma, Corpo de Bombeiros, Polícia Civil e Polícia Militar gerou o questionamento de empresários do segmento de bares e restaurantes de Goiânia sobre a maneira que a operação foi conduzida. A operação foi divulgada com o objetivo de verificar a fiscalização da segurança destes estabelecimentos, além de aprender armas, drogas, captura de foragidos e coibir ações criminosas. Com um forte aparato policiais, adentraram nos estabelecimentos a "serem fiscalizados" e provocou, tanto nos frequentadores, quanto nos empresários um forte constrangimento devido a marginalização dos frequentadores de bares e restaurantes. A Abrasel já se posicionou diversas vezes contra essas operações que na verdade parecem um verdadeiro circo midiático. O descomprometimento de um festa privada não reflete a conduta dos bares e restaurantes de Goiânia e não devemos ser responsabilizados por isso. Todos os empresários do segmento prezam pela segurança e bem estar de seus frequentadores, visto que 90% dos estabelecimentos contam com esquema de segurança. Reforçamos que sempre apoiaremos as ações de fiscalização que são benéficas para a sociedade, mas frisamos não entendermos a necessidade destas ações acontecerem durante a noite, quando as casas estão sempre cheias e nunca pela manhã, pois os alvarás exigidos durante as fiscalizações nunca saem de nossos estabelecimentos. Dentre os estabelecimentos fiscalizados na noite de ontem nenhum cidadão foi revistado, somente pressionados os empresários que passaram por uma situação vexatória perante aos olhos de seus frequentadores e do veículos de comunicação. Infelizmente a criminalidade está generalizada seja em bares no Marista como os bares da periferia, mas não entendemos também porque as fiscalizações acontecem também somente nesta região e somente em alguns bares. 
Visto a diversidade da Capital essa ação deveria ser aplicada em toda a cidade, com foco nos pontos de maior criminalidade e não visando somente os maiores bares da Capital. Os bares são espaços democráticos , não podemos proibir o direito de ir e vir dos cidadãos em nossos estabelecimentos. O que é de nossa responsabilidade é de assegurar a segurança de nossos frequentadores dentro de nossas casas. Assim a responsabilidade de quem comete um crime e está solto não é nossa, e sim do Estado que tem o dever de cuidar da nossa segurança. Todavia, sempre nos responsabilizam pela criminalidade da cidade, sendo que de 90% a 100% dos frequentadores são pessoas de bens que desejam um momento de confraternização. Portanto, a violência desproporcional e os procedimentos humilhantes aos quais foram e que veem sendo submetidos donos de bares e restaurantes deste Estado é que REPUDIAMOS toda e qualquer ação ARBITRÁRIA, DESARRAZOADA e DESPROPORCIONAL e nos colocamos à disposição das autoridades deste Estado para debater esses procedimentos humilhantes praticados em nossos estabelecimentos. 
 
ABRASEL-GO
 
Leia na íntegra a nota da Secretaria de Segurança Pública e Administração Penitenciária:
 
NOTA-SSPAP
 
A Secretaria de Segurança Pública e Administração Penitenciária (SSPAP) vem, de público, lamentar nota divulgada neste sábado (18/06) pela Associação Brasileira de Bares e Restaurantes (Abrasel Goiás) a propósito de operação preventiva realizada na noite de sexta-feira (17/06) em casas noturnas de Goiânia. Ao contrário do que a entidade afirma, todo o processo se verificou dentro dos mais rígidos padrões de respeitabilidade a frequentadores e empresários, não tendo sido registrado nenhum incidente ou conduta que fugisse à normalidade. Igualmente não existiu nenhuma ocorrência de maior gravidade. A ação teve o amplo apoio dos presentes nestas localidades que, inclusive, se manifestaram claramente por meio de aplausos. A SSPAP esclarece que o trabalho das forças policiais em conjunto com instituições de outros poderes, ao contrário do que disse a nota da Abrasel, não se verifica apenas no Setor Marista: é absolutamente abrangente, desde as regiões centrais até as mais afastadas. Os protocolos são os mesmos, sem nenhum tipo de privilégio ou distinção, e objetivam, tão somente, garantir segurança, preservar a vida e a integridade dos cidadãos. A SSPA informa, ainda, que nas últimas semanas foram realizadas mais de 100 atividades com o mesmo propósito, especialmente na região metropolitana de Goiânia, sem que a Abrasel se manifestasse a respeito. O processo continua neste sábado em outras localidades da Capital e de Aparecida de Goiânia. 
 
A Operação “Carpe Diem”, que tem por objetivo prevenir situações de risco a usuários de boates, bares e casas noturnas de Goiânia e região Metropolitana, está sendo realizada pelas polícias Militar – por meio do 1º Batalhão da PM e parte dos grupos especiais da corporação (Bope, Giro, Choque e Batalhão de Trânsito) -, Civil e Técnico-Científica. A atividade conta, também, com a presença de policiais do Corpo de Bombeiros, de agentes do Procon e da Agência Municipal de Meio Ambiente (Amma), da Fiscalização Sanitária e do Juizado da Infância e da Adolescência, entre outros. São 224 policiais e agentes na atividade educativa e que inclui buscas por armas, drogas e possíveis foragidos, tendo em vista evitar que novos crimes sejam cometidos.
 
Secretaria de Segurança Pública e Administração Penitenciária

NOTÍCIAS RELACIONADAS

+ Notícias

Museu de Star Wars será aberto em Los Angeles

George Lucas deve desembolsar US$ 1 bilhão na estrutura do local


+ Notícias

ANTT convidada população a discutir criação do trem de passageiros entre Brasília e Goiânia, o 'Expresso Pequi'

O trem deve atingir uma média de 160 km/h em uma viagem de cerca de 95 minutos, transportando mais de 40 milhões de passageiros por ano


+ Notícias

Vocalista do LS Jack retorna aos palcos 13 anos depois do coma

Em 2004, o cantor passou por complicações após um procedimento de lipoaspiração, que o deixou em coma, e também com algumas sequelas na fala e nos movimentos


+ Notícias

Vídeo: Dois ex-secretários se disfarçam de 'fantasmas' para furtar Prefeitura em Goiás

A dupla arrombou a sala da administração municipal para furtar uma impressora


+ Notícias

Jorge e Mateus desmentem fim da dupla e sobem aos palcos após onda de boatos

Nas últimas semanas circulou na internet a falsa notícia que a dupla iria se separar; para sossego dos fãs eles só vão entrar de férias e retomam os trabalhos com tudo em 2017


+ Notícias

Praça Cívica vai abrigar Circuito Cultural em Goiânia

As obras de R$ 100 milhões deverão ser iniciadas entre os meses de abril e maio e a conclusão total está prevista para os próximos dois anos


+ Notícias

Meteorologia prevê chuva em todos os dias da semana em Goiânia

A sensação térmica que chegou aos 40º nos últimos dias pode estar com os dias contados


+ Notícias

Volkswagen apresenta a nova Kombi no Salão do Automóvel de Detroit

Além do design completamente reformulado, o novo modelo vem com uma enorme bateria capaz de rodar 434 km com uma carga


+ CLUBE DE VANTAGENS CURTA MAIS

Curta Mais 2019. Todos os direitos reservados.