28/02/2020 19:29
Notícias / Curiosidades

Juíza testa suco de uva para facilitar audiências de conciliação em Goiás

A ideia é fazer com que as pessoas envolvidas em uma ação tomem decisões mais lúcidas e racionais

Kariny
por Kariny Bianca

Para evitar que ações se arrastem por anos, os acordos de conciliação são usados pelo judiciário brasileiro para a resolução de conflitos e contribuir para uma justiça mais rápida e eficaz. Foi pensando na importância desse instrumento que a juíza Aline Vieira Tomás, da 2ª Vara de Família e Sucessões da Comarca de Anápolis (GO), decidiu pesquisar uma forma de fazer com que as pessoas envolvidas em uma ação tomassem decisões mais lúcidas e racionais. O resultado chegou a um método simples e barato: o suco de uva.

A hipótese foi testada no mestrado em Direito e Políticas Públicas da Universidade Federal de Goiás (UFG), concluído por Aline no último mês de agosto. A pesquisa ocorreu entre abril e dezembro de 2018 e envolveu 659 audiências de conciliação realizadas no 2º Centro Judiciário de Solução de Conflitos e Cidadania (Cejusc), em Anápolis. Em 354 dessas audiências foi oferecido suco de uva para os participantes. Nas outras 305 havia disponível apenas água. Metodologicamente, esses grupos são denominados “experimental” (suco) e “de controle” (água), respectivamente.

Ao fim do experimento, 270 audiências do grupo experimental (com suco) resultaram em acordo de conciliação, o que representa uma taxa de 76% em relação ao total. Já no grupo de controle (sem suco) foram 138 acordos, ou 45% do total. Ou seja, em nove meses de pesquisa, concluiu-se que a prática de oferecer a bebida pode ter contribuído para quase dobrar o índice de conciliação.

4433bc86db88e79aaa6e19a97ca778ee.jpgFoto: Tribunal de Justiça de Goiás/divulgação

Por que suco de uva?

Aline explica que o “segredo” do suco de uva está em um de seus componentes: a glicose. Ela se amparou em estudos de glicobiologia que demonstram que a substância atua no sistema límbico, responsável pelas emoções e pelos comportamentos sociais.

“A glicose é o principal combustível do cérebro humano e uma das formas possíveis de se acionar o sistema de recompensa cerebral, desencadeando sensações de bem-estar e satisfação. É comum as partes comparecerem às audiências com o sistema de punição ativo, caracterizado por comportamentos combativos e de conflito. De sorte que a glicose pode propiciar a transição do sistema de punição para o de recompensa, permitindo que o sentimento de raiva dê lugar à abertura para comunicação, facilidade de negociação e melhor aptidão para ouvir o outro, que é justamente o que precisamos para que uma conciliação seja efetivada”, afirma a juíza.

A validação dos dados está garantida pelo método científico. Além da amostra significativa, as audiências analisadas tinham o mesmo teor, sempre relacionadas ao direito de família, como divórcio, pensão alimentícia, guarda de filhos, união estável, entre outras. Elas foram realizadas por um grupo de quatro conciliadores experientes que não sabiam que a pesquisa estava sendo realizada, justamente para não interferir no resultado. A disposição das salas também foi idêntica tanto no grupo de controle quanto no experimental e a oferta de suco limitou-se a um copo (cerca de 200 ml).

Capa:Tribunal de Justiça de Goiás/divulgação

2f60fe1a65beeb3c57293c9c1194f409.png

Siga Curta Mais nas redes sociais:

Curta Mais no Facebook

Curta Mais no Instagram

Curta Mais no Twitter

NOTÍCIAS RELACIONADAS

+ Notícias

Villa Cavalcare em Goiânia tem programação completa de sexta a domingo

A 20 minutinhos do Centro, a Villa é um verdadeiro oásis para quem ama natureza, cultura country e cavalos


+ Notícias

Senador Canedo ganha Restaurante Popular com refeições a R$ 3

O estabelecimento vai produzir mais de mil refeições por dia


+ Notícias

'Saci trilheiro' faz sucesso no Instagram com histórias de viagens e superação nos roteiros de Goiás e do mundo

Ele já visitou 9 países, mais de 50 cidades brasileiras e todo o Sul e Sudoeste do Brasil


+ Notícias

Hugo abre processo seletivo com salários de até R$ 4 mil em Goiânia

As inscrições deverão ser realizadas nos dias 3 e 4 de março, das 9h às 17h, presencialmente


+ Notícias

Standard: palestra para mulheres sobre sexo e relacionamentos acontece em Goiânia

Nathália Bittencourt e Valéria Tarso falam sobre expectativas, medos e frustrações


+ Notícias

Pizzaiolo da Artesano realiza curso ‘Fazendo Pizza Artesanal em Casa’ nesta quarta-feira em Goiânia

Gabriel Lotufo, de família de pizzaiolos, ensinará as várias possibilidades de pizza: na brasa, no forno elétrico e forno a lenha, mas com sabor e qualidade artesanal


+ Notícias

Curso empadão goiano: Restaurante Coralina convida Tia Rosinha à revelar e ensinar os segredos do verdadeiro empadão

Aula vai ensinar as particularidades, preparo artesanal de todas as etapas e montagem da tradicional iguaria da culinária goiana


+ Notícias

Goiano de 13 anos com nanismo manda mensagem emocionante para Quaden: 'de gigante para gigante'

Gabriel é um dos símbolos do Somos Todos Gigantes, criado pelos pais dele, em Goiânia


+ CLUBE DE VANTAGENS CURTA MAIS

Curta Mais 2020. Todos os direitos reservados.