15/11/2019 09:10
Notícias / Conteúdo

Goiana sem dedos das mãos cria gibi sobre super-heróis com deficiências

Juliana sofreu queimaduras nos braços e nas pernas aos cinco anos

Kariny
por Kariny Bianca

Juliana Santos é estilista de noivas por todo o Brasil e vai lançar o seu primeiro gibi com histórias de pessoas reais com deficiência, mas o detalhe é incrível: eles viram super heróis. Com lançamento para o início de 2020, o cartunista responsável pelo desenho, Gabriel Rodrigues, conheceu a estilista por meio de uma noiva que usará um vestido assinado por Juliana.

A personagem principal do Gibi é a própria Juliana, que renascerá do fogo com poder nas mãos. Durante o dia, trabalha como estilista e é percebida como deficiente, mas de noite revela seu poder e combate o bullying, ajudando outras pessoas a descobrir seus poderes. Outra história que será contada é a da Milena Struck, eleita Miss Universo Infantil 2019 e que possui agenesia de antebraço.

A história em quadrinhos tem o objetivo de ajudar outras pessoas com deficiência de diversas idades, na aceitação e no fortalecimento perante as dificuldades. Além de criar o gibi, a estilista também doará parte das vendas à instituições de apoio à pessoas com deficiência.

A estilista na vida real

A estilista de noivas Juliana Santos teria tudo para ser uma pessoa frustrada na vida, pois foi abandonada na infância após sofrer queimaduras que a deixaram sem os dedos das mãos, além de sequelas nos pés. A goiana é conhecida em todo Brasil como “madrinha das noivas” por conta de seus projetos sociais, sem contar a história de superação ao longo de sua vida.

Por ser muito nova quando sofreu o acidente, Juliana cresceu com sua deficiência de um modo que não atrapalhava em quase nada, se adequou a várias funções que muitos achavam que ela não conseguiria, ela brinca que até os seis anos acreditava que seus dedos cresceriam. Quando viu que isso não aconteceria, imaginou também que inventariam uma prótese para sua deficiência, o que também não aconteceu. Em seu período escolar sofreu um dos primeiros bullying, em que crianças riam dela e a chamavam de pata de cachorro.

Ainda adolescente, se interessou por costura e já fazia as roupas de suas bonecas. Autodidata, ingressou na faculdade de moda, e aconteceu uma grande reviravolta em sua vida, pois teve que sair de casa e trabalhar em call center para pagar a sua mensalidade. Apesar de inúmeras dificuldades, Juliana mostrou que sua dedicação e talento era maior que qualquer desafio. A data exata do lançamento ainda não foi divulgada. 

 
 
 
 
 
Ver essa foto no Instagram
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 

Uma publicação compartilhada por Juliana Santos (@jusemasmaos) em

NOTÍCIAS RELACIONADAS

+ Notícias

Confira o que abre e o que fecha em Goiás no feriado da Proclamação da República

Os shoppings e a Região da 44 vão funcionar normalmente


+ Notícias

Cãonicórnio: cachorrinho nasce com rabinho no rosto e conquista web

As definições de cãezinhos foram atualizadas


+ Notícias

Spa em Goiânia oferece massagens diárias onde você gasta pouco tempo e dinheiro

O espaço que foi pensado para deixar qualquer um que adentrar nele ficar completamente relaxado com luz ambiente, música e aromas


+ Notícias

Família de bebê que acordou do coma sorrindo, consegue dinheiro para o tratamento do menino

Com o valor, Michael poderá finalmente ser operado no Hospital Infantil de Boston


+ Notícias

Estudantes da UFG vencem competição da Nasa

Equipe desenvolveu um app que usa dados fornecidos pelos satélites da Nasa para mapear e monitorar a evolução do aumento da habitação


+ Notícias

Villa Cavalcare em Goiânia tem programação completa de quinta a domingo nesta semana

Na Villa é possível ter um passeio completo com atividades ao ar livre, churrasco de carnes especiais e Happy Hour no fim de tarde


+ Notícias

Conheça os goianos que transformam ‘borrão de tatuagem’ em uma verdadeira arte

Quem nunca fez aquela tattoo achando que ficaria maravilhosa e depois bateu aquele arrependimento?


+ Notícias

Governo cria taxa do seguro-desemprego para custear programa de criação de vagas para jovens

O programa visa criar vagas do primeiro emprego para jovens entre 18 e 29 anos


MAIS LIDAS DE HOJE

+ CLUBE DE VANTAGENS CURTA MAIS

Curta Mais 2019. Todos os direitos reservados.