18/07/2019 18:34
Notícias / Conteúdo

Goiana foi eleita uma das personalidades mais influentes do mundo pela Time

Celina Turchi e jogador Neymar são os únicos brasileiros na lista dos 100 mais influentes do mundo

Paloma
por Paloma M. Carvalho

Anualmente, a revista estadunidense 'Time' elege as 100 personalidades mais influentes do mundo. Neste ano, os brasileiros que figuraram na lista foram a médica goiana Celina Turchi e o jogador do Barcelona, Neymar.

A médica, natural de Goiânia, entrou pra história mundial da medicina ao descobrir a relação entre a microcefalia e o vírus da zika. Turchi foi reconhecida na categoria 'Pioneers' (Pioneiros, em português). Em dezembro de 2016, sua pesquisa teve notoriedade mundial pela revista 'Nature', quando apareceu no ranking dos 10 cientistas mais importantes do mundo.

"Turchi é apaixonada, motivada e um modelo de liderança global e de colaboração necessárias para a proteção da saúde humana.", afirma na publicação o ex-diretor do Centro de Controle e Prevenção de Doenças dos Estados Unidos (CDC), Tom Frieden.

Entre os pioneiros, a lista é liderada por Riz Ahmed, ator e cantor britânico, Samantha Bee, apresentadora de TV norte-americana focada na luta das mulheres, e pelo rapper Chance the Rapper, conhecido por disponibilizar os seus álbuns na Internet em vez de os vender.

Confira aqui a lista completa.

Sobre Celina Turchi
Celina Maria Turchi formou-se em Medicina pela Universidade Federal de Goiás no ano de 1981, possui mestrado em epidemiologia pela London School of Hygiene & Tropical Medicine/UK e doutorado pelo Departamento de Medicina Preventiva da USP.

A pesquisa
Quando Celina e seus colegas começaram suas pesquisas o conhecimento sobre o zika era extremamente limitado, não havia consenso em relação à definição de microcefalia. "Nem em meu maior pesadelo como epidemiologista eu havia imaginado uma epidemia de microcefalia em bebês", pontuou a pesquisadora à revista 'Nature'.

Turchi integrou uma rede de epidemiologistas, pediatras, neurologistas e biólogos que levou a resultados "formidáveis", que permitiu gerar evidências suficientes para ligar a infecção por zika e a doença no primeiro trimestre da gravidez.

Sua ação contrariou parte da comunidade médica, que não acreditava em sua tese.

NOTÍCIAS RELACIONADAS

+ Notícias

Marcos Mion e Jair Bolsonaro chegam a cordo para incluir autismo no Censo2020

Ação dará maior visibilidade a questão e possibilita uma melhor política pública


+ Notícias

Chico: conheça o cachorro que superou todos os limites de como brincar no quarto da dona

Nós aqui do Curta Mais achamos que as provas contra o bichinho são insuficientes e inconclusivas


+ Notícias

Motociclista anda sobre as águas do Rio Araguaia utilizando moto adaptada; veja vídeo

Agora a NASA vem ao Brasil! Este motociclista conseguiu comprovar a teoria de que as motos são como Jet Skis sim


+ Notícias

Incêndio criminoso deixa mais de 20 mortos em estúdio de anime, no japão

 O Kyoto Animation é o estúdio responsável por animes como K-On!, Violet Evergarden, A Voz do Silêncio e muitos outros


+ Notícias

Globo exclui vídeo da TV Anhanguera após apresentador usar camisa com menção a sexo oral

Seu Waldemar estava realizando uma entrevista com o cantor Filipe Labre para o programa No Balaio, mas aparentemente ninguém se atentou à camisa do apresentador



+ Notícias

Fábio Assunção ganha causa e justiça ordena que ex-sogro pague R$ 1,469 milhão ao ator

Ator acionou a justiça para receber empréstimo feito ao ex-sogro em 2015


+ Notícias

Danilo Gentili diz que é demitido do SBT após fazer piada sobre filho de Bolsonaro

"Foi bom enquanto durou, pessoal. Estou passando agora no RH do SBT para assinar minha demissão"


+ CLUBE DE VANTAGENS CURTA MAIS

Curta Mais 2019. Todos os direitos reservados.