14/10/2019 22:25
Cinema / Matéria

Festival de cinema Fronteira acontece com rica programação em Goiânia

Entre os dias 16 e 25 de março, Goiânia se transforma na capital mundial dos filmes documentários, experimentais e sonoros produzidos nas mais diversas partes do planeta.

Paloma
por Paloma M. Carvalho

Entre os dias 16 e 25 de março, Goiânia se transforma na capital mundial dos filmes documentários, experimentais e sonoros produzidos nas mais diversas partes do planeta. Neste período, acontecem conjuntamente a terceira edição do Fronteira – Festival Internacional do Filme Documentário e Experimental (FFF) e a primeira edição da Bienal Internacional do Cinema Sonoro (BIS). Nestes dez dias, as atividades e mostras acontecem nas duas salas do Cine Ritz (Rua 8, Centro), no Cine Cultura (Centro Cultural Marieta Telles Machado) e no Centro Cultural da UFG (Praça Universitária).

O Fronteira tem como propósito a difusão e a reflexão do cinema documental, experimental e de todo aquele que desafia os limites da linguagem. De acordo com Marcela Borela, que faz parte da direção do festival, a escolha por esses gêneros passa por uma decisão política, para além da questão estética. “A escolha do documentário valoriza o risco do real. E o experimental coloca a questão da percepção adiante de qualquer tipo de representação. São cinemas necessariamente questionadores de visões pré-fabricadas de mundo. Colocam novas maneiras de ver, pensar e sentir a realidade. Eles também tendem a expor conflitos, idiossincrasias e contradições da experiência humana”, explica.

Em 2017 serão 25 sessões do FFF e 25 sessões do BIS, totalizando 50 sessões de filmes e documentários. O Fronteira conta com as seguintes mostras:
1. Mostra Competitiva de Longas e a Mostra Competitiva de Curtas;
2. Mostra Retrospectiva Rita Azevedo Gomes;
3. Mostra Cineastas na Fronteira: Vincent Carelli e Virgínia Valadão;
4. Mostra Cadmo e o Dragão – Cineclube Antônio das Mortes 40 anos;
5. Mostra Auto-Ficções - Boris Lehman;
6. Mostra Land(e)scapes / Paisagens em fuga;
7. Mostra Abigail Child;
8. Mostra A Mecânica do Olho Político - Ken Jacobs;
9. Mostra Arqueologia da Paisagem - George Clark;
10. Lançamento Box Aloísio Raulino;
11. Exibições Especiais, com os filmes Beduíno, de Júlio Bressane (Brasil, 2016, 75’) e Guerra do Paraguay, de Luis Rosemberg Filho (Brasil, 2016, 75’).

A curadoria das mostras fica a cargo de Marcela Borela, Henrique Borela e Rafael Parrode. As sessões têm custos populares, e o Fronteira, junto com a BIS, organiza venda de pacotes para reduzir ainda mais esse valor de ingressos. O pacote custa R$ 50,00, com direito à entrada em todas as sessões. Além disto, o Fronteira oferece gratuitamente a Residência ESTADO CRÍTICO, que esse ano abrirá 10 vagas, destinadas exclusivamente a mulheres. A residência será coordenada por Dalila Camargo Martins, mestre em Meios e Processos Audiovisuais na área de História e Teoria e Crítica (ECA/USP) e crítica de cinema da Revista Cinética, e também por Janaína Oliveira, doutora em História pela PUC/RJ e pesquisadora ligada ao FICINE – Fórum de Cinema Negro. Além disto, no domingo, 19/03, acontece uma Masteclass com Boris Lehman, também gratuita.
O Fronteira é realizado pela produtora Barroca e conta com recursos do Fundo Estadual de Cultura de Goiás, da Lei Estadual de Incentivo à Cultura de Goiás (Lei Goyazes) e da Lei Municipal de Incentivo à Cultura. Já o BIS é uma realização da F64 Filmes, com apoio do Fundo Estadual de Cultura de Goiás e da Lei Municipal de Incentivo à Cultura.

Filme de abertura faz estreia mundial em Goiânia
A abertura dos dois eventos é conjunta e acontece no Cine Ritz, na quinta-feira, 16 de março, às 20h, com entrada gratuita.

Abigail Child oferece sua mais nova estreia mundial a uma casa já conhecida e com a qual se identifica. Acts & Intermissions é a obra que abre o III Festival Fronteira e a I Bienal do Cinema Sonoro, inter-relacionando os ambientes da busca pelo filme fronteiriço – característica do FFF - com o desejo de estruturar os estudos do som para o cinema - ocupação da BIS.

Filmes selecionados para competição Fronteira
O III Fronteira anuncia os selecionados para as mostras competitivas de curtas e longas metragens. Foram selecionados 6 longas e 16 curtas, vindos dos mais diversos países como Brasil, Colômbia, Equador, Argentina, México, Síria, EUA, Jamaica, Portugal, Espanha, França, Reino Unido e Filipinas. O resultado está disponível no site: www.fronteirafestival.com. Sleep Has Her House, de Scott Barley e Dos Sueños Después, de Pilar Monsell fazem sua premiére mundial no festival que ainda conta com filmes inéditos no Brasil e na América Latina. A curadoria das Mostras Competitivas do III Fronteira ficou a cargo de Camilla Margarida, Henrique Borela, Marcela Borela e Rafael Parrode.

Confira a programação completa do Festival Fronteira no site oficial

 

S E R V I Ç O
III Fronteira – Festival Internacional do Filme Documentário e Experimental + I BIS – Bienal Internacional do Cinema Sonoro
Quando: 16 a 25 de março
Onde: Cine Ritz, Cine Cultura e Centro Cultural UFG
Ingressos: Abertura – Entrada Franca / Demais Mostras e sessões: R$ 6,00 (inteira) e R$ 3,00 (meia-entrada) / Passaporte para os dois dias dos festivais (BIS E FFF)

 

Foto de capa: Divulgação

Comente esse assunto em nossas redes sociais e acompanhe o Curta Mais no Facebook, Instagram e Twitter.

 
Notícias sobre: Cinema goiânia

NOTÍCIAS RELACIONADAS

+ Cinema

HBO lança trailer do filme com 14 Bis do goiano Alan Calassa

Trailer do filme ‘Santos Dumont’ traz nuances da vida e história do grande pioneiro dos ares


+ Cinema

Filme sobre o caso Suzane Von Richthofen será contado em duas versões e estreia ano que vem

A história do crime cometido por Suzane será contado sobre duas perspectivas. Sobre 'A menina que matou os pais' e 'O menino que matou meus pais' abordando o lado dos irmãos Cravinhos


+ Cinema

'Star Wars: Ascensão Skywalker' Último filme da saga ganha trailer assustador

Rey passou mesmo para o lado negro da força?


+ Cinema

Uau! Nostalgia é o que define a volta de Matrix aos cinemas

A boa notícia é que a nova geração vai conhecer a ficção científica tão querida por nós


+ Cinema

Saiu a lista dos 12 filmes brasileiros na disputa pelo Oscar 2020

A seleção não garante que o representante brasileiro de fato chegue a disputar a categoria de melhor filme internacional do Oscar


+ Cinema

Peter Fonda, ator de 'Easy Rider' morre de câncer no pulmão aos 79 anos

O filme com título em português "Sem destino" fez o ator ficar famoso em 1969. Ele também concorreu por atuação em "O ouro de Ulisses em 1997


+ Cinema

Filme brasileiro ‘Bacurau’ ganha Prêmio do Júri no Festival de Cannes

O longa de Kleber Mendonça Filho tem Sônia Braga no elenco principal


+ Cinema

 Filmes de Maria Fernanda Cândido e Sônia Braga são indicados ao Festival de Cannes 2019

Os longas Bacurau e O Traidor disputarão o Palma de Ouro, prêmio máximo do festival


+ CLUBE DE VANTAGENS CURTA MAIS

Curta Mais 2019. Todos os direitos reservados.