20/11/2019 11:59
Notícias / Curiosidades

Descobrimos o porquê do nome ‘Toquinho’

Goiânia recebe o melhor da MPB com realização do Curta Mais em show único. E nós perguntamos: Por que Toquinho?

Hérica
por Hérica Marissa

Se a gente pensar bem nos diversos ‘nomes artísticos’ da música, do teatro, e até da televisão, muitos deles trazem em si muitas histórias, e grandes simbologias. Mas convenhamos que vários deles são bem esquisitos, engraçados, e por que não, carinhosos. E você já se perguntou qual seria o significado desses nomes que sustentam tantas histórias dentro de cada um, e de onde surgiram?

Cada nome carrega a individualidade da vida pessoal, profissional, e até mesmo íntima de cada pessoa, transformando a sua conexão com o mundo numa dupla personalidade. Aquela a qual você ganha quando nasce e se desenvolve criada por seus pais, e a que surge naturalmente, sem grandes esforços, de um nome carinhoso chamado pelos familiares, amigos. E também dos apelido ganhos nos duros dias de zuação na escola.

Com Antônio Pecci Filho (nome real do cantor) não foi diferente, ele nos confessa a pequena carinhosa história ao redor de seu apelido ‘Toquinho’. “Na primeira infância eu crescia pouco. Minha mãe, Dona Diva, passou a me chamar carinhosamente de ‘meu toquinho de gente’. E repetia isso seguidamente, em meio a abraços e beijos. De repente ela abstraiu o “de gente” e passou a me chamar só de Toquinho”. Com seu jeito doce de acariciar as palavras, Toquinho fala de sua mãe com grande amor, relembrando quando surgira o nome que daria origem à sua identidade musical. E ele ainda brinca: “Alguns ainda tentaram usar meu nome no diminutivo: Antoninho. Mas não resistiram. O Toquinho prevaleceu na família, entre amigos, e depois na escola e em todos os lugares e entre as pessoas que me conheciam”.

Grande show de Toquinho e Ivan Lins em Goiânia 

Toquinho e Ivan Lins chegam ao palco mais charmoso de Goiânia nesta sexta feira (18), para grande show, justamente na passagem do aniversário do grande poeta, jornalista, cronista, crítico de cinema, e diplomata ‘Vinícius de Moraes’ estendendo essa homenagem à Jorge Ben Jor, amigo e parceiro musical com quem fundou o movimento revolucionário na música brasileira, nomeado por “Bossa Nova”. Grandes amigos, e grandes companheiros da jornada profissional de ambos, Vinicius e Jorge bem como outros cantores estarão presentes no vasto repertório de Toquinho e Ivan, comemorando 50 anos da música popular do país, agraciando os goianos com suas poéticas músicas como: Aquarela, Para Viver Um Grande Amor (música com poesia cantada por Vinicius), O Velho e a Flor, Tarde de Itapuã, Morena Flor, o poema cantado: ‘Para Viver Um Grande Amor’, entre muitas outras canções para deixar sua noite ainda mais romantizada e lúdica ao som de violão acompanhado por notas sutis de piano.

E se você quer aprender a viver um grande amor, venha fazer presença neste lindo show, que como diria o poeta Vinicius: “Para viver um grande amor, mister é ser um homem de uma só mulher; pois ser de muitas, poxa! é para quem quer... - não tem nenhum valor”.


A História de Toquinho

Toquinho teve sua iniciação na esfera musical ainda pequeno, quando seu pai comprava discos de Luís Gonzaga, Angela Maria, Francisco Alves, Orlando Silva, entre outros. Aos 14 anos inicia aulas de violão com o também grande violonista brasileiro ‘Paulinho Nogueira’ inventor do instrumento de doze cordas que combina a sonoridade do cravo e da viola: a craviola (um violão, mas seu formato e sonoridade são diferentes de violões padrão, feito de 06 e 12 cordas cujo nome vem da junção de "cravo" e "viola"). Assim imaginamos de onde vem a nobre inspiração musical guiada por um dom inigualável.
Toquinho foi instrumentista ao lado de grandes artistas como: Elis Regina, Bossa Jazz Trio, Chico Buarque, entre outros. Somente em 1965 que surgia “Lua cheia”, a primeira melodia de Toquinho que recebia uma letra. Mas foi mais tarde em 1967, que sua primeira canção foi gravada em disco, no LP da RGE, com Chico Buarque de Holanda.

Mais tarde em 66 Toquinho gravou sua primeira música com Jorge Ben Jor (um dos homenageados da noite) chamada “Que Maravilha”, canção de melodia influenciada pela Bossa Nova, trazendo entretons de um amor voraz, apaixonado, que abraça, que canta, envolvendo a sutileza de um amor de verão.

No meio musical seu apelido’ Toquinho’ se consolidou bem ali no palco, quando um apresentador o chamou pelo carinhoso nome 'Toquinho': “Na minha primeira apresentação em público, no antigo Teatro Paramount, o produtor e apresentador do show, o radialista Walter Silva, não teve dúvidas. Chamou ao palco o Toquinho! E até hoje tenho o maior orgulho desse chamamento, pois revela um carinho acentuado e permanece como uma espécie de homenagem à minha mãe querida”.

Imagine a viagem que será participar dessa imensurável experiência sensorial, regada à um abundante repertório musical ao som de violão aliado à duas grandes vozes, que mais parecem um encontro sinfônico da Bossa, convidando o Samba (ou você) pra dançar.

É de arrepiar só de pensar naquela melodia fazendo a alma pulsar, do tipo de harmonia musical que dá gosto de ouvir, te embalando na história, trazendo um vínculo mais profundo com a música. Daquele tipo de estilo melódico que te conduz a se imaginar dentro dela, enxergando sua própria história em cada palavra cantada.

E não assusta se te der vontade de levantar da cadeira e dançar agarradinho. É que esse tipo de show só o Curta mais te proporciona, e causa essas sensações! Então se você gosta de MBP, chama aí seu par e vem, que o Curta Mais vai te dar a melhor experiência musical que você pode imaginar.

Compartilhe, comente, curta mais!

Show: TOQUINHO & IVAN LINS - 50 ANOS DE MÚSICA
Data: 18 de outubro (sexta-feira)
Local: Teatro do Novo Centro de Convenções da PUC-GO. Câmpus II da PUC-GO, Avenida Engler, 507 - Jardim Mariliza
Horário: 21h30
Classificação: 14 anos
Vendas online: Eventim (Com taxa de conveniência)
Vendas físicas: Com desconto exclusivo para Assinantes do Clube Curta Mais do Shopping Bougainville - Piso 1 (segunda a sábado das 10h00 às 22h00)
Mais informações: (62) 3931-0505 (2ª a sábado das 10h00 às 22h00)

Ingressos do 1º lote:

Assinante PREMIUM:
Plateia Premium (frente ao palco) - R$ 140,00 (Assinante Premium Clube Curta Mais)
Plateia Superior A – (Meio do teatro) - R$ 100,00 (Assinante Premium Clube Curta Mais)
Plateia Superior B – (fundo do teatro) - R$ 80,00 (Assinante Premium Clube Curta Mais)


Assinante FREE:
Plateia Premium (frente ao palco) - R$ 150,00 (Assinante FREE Clube Curta Mais)
Plateia Superior A – (Meio do teatro) - R$ 110,00 (Assinante FREE Clube Curta Mais)
Plateia Superior B – (fundo do teatro) - R$ 90,00 (Assinante FREE Clube Curta Mais)

Capa: Instagram/Toquinho

NOTÍCIAS RELACIONADAS

+ Notícias

Morre aos 69 anos Katsume Fujioka, um dos fundadores do Grupo Fujioka

O empresário era muito querido e respeitado por funcionários, família, amigos e toda sociedade


+ Notícias

Delino Marçal ganha Grammy Latino de Melhor Álbum de Música Cristã 2019

O cantor de Goiânia é um dos maiores nomes da música gospel do Brasil na atualidade


+ Notícias

Assembléia Legislativa de Goiânia recebe exposição de arte com presença da mãe de Marielle Franco

Artista Decy e artistas locais junto à Marinete Silva receberão Medalha do Mérito do Legislativo Pedro Ludovico


+ Notícias

Acontece em Goiânia 'Semana Global do Empreendedorismo 2019'

O evento é global e acontece em 170 países, em Goiânia serão 200 atividades maioria gratuitas


+ Notícias

Após carta comovente da mãe, criança autista ganha surpresa dos Bombeiros em Goiânia

Gustavo recebeu a visita no dia do aniversário com direito a farda e caminhão da corporação


+ Notícias

Rede de supermercados abre 438 vagas de emprego este mês

O trabalho é temporário mas pode ser uma boa oportunidade para se destacar no serviço e garantir uma vaga definitiva


+ Notícias

Homem atravessa faixa de pedestre em Goiânia com 8 cachorros e lembra famosa foto dos Beatles na Abbey Road

O registro foi feito na Avenida Anhanguera com Avenida Paranaíba


+ Notícias

Luiz Gama faz vídeo de retratação e reconhece erros: ‘não sou homofóbico ou racista’

"Jamais me referi a você, jornalista Matheus Ribeiro, quando fiz aquelas postagens", explica


MAIS LIDAS DE HOJE

+ CLUBE DE VANTAGENS CURTA MAIS

Curta Mais 2019. Todos os direitos reservados.