16/09/2019 05:02
Notícias / Conteúdo

Criador do Facebook pede desculpas em audiência no Congresso dos Estados Unidos

Mark Zuckerberg afirmou que uso indevido de dados de usuários foi um erro dele

Kenji
por Kenji Takahashi

Uma comissão parlamentar britânica solicitou o comparecimento de Mark Zuckeberg, fundador e presidente do Facebook, para esclarecer o uso ilícito de dados de usuários para, supostamente, auxiliar na campanha do presidente estadunidense Donald Trump.
Após admitir que algumas informações foram usadas sem o consentimento dos usuários, a empresa sofreu uma queda no valor de suas ações, encolhendo US$ 37 bilhões.
A investigação sobre a polêmica foi realizada pelos jornais “The New York Times” e “Observer”, constatando que a Cambridge Analytica usou dados de milhões de usuários do Facebook – o que criou um programa para prever e influenciar o voto dos eleitores. Um dos clientes desta empresa era, justamente, Donald Trump.
O presidente do Parlamento Europeu afirmou que haverá uma investigação sobre a possível ocorrência do uso indevido de dados, ao classificar o ocorrido como uma violação inaceitável dos direitos de privacidade dos cidadãos.
A caso pode gerar uma multa milionária para o Facebook, caso seja confirmado que a empresa tenha violado uma regulação da Comissão Federal de Comércio dos EUA, responsável por proteger a privacidade dos usuários de redes sociais.

Desculpas

Em uma audiência no Congresso ontem (10), Zuckerberg pediu desculpas aos legisladores norte-americanos, publicamente, afirmando que o vazamento e uso indevido de dados foi um erro dele.
Segundo o criador do Facebook, ainda vai levar um tempo para que todas mudanças em prol da segurança de seus usuários sejam implementadas, como noticiamos aqui nesta matéria.
Segundo o senador Charles Grassley, o ocorrido foi uma violação de confiança do consumidor e uma possível transferência imprópria de dados. Segundo ele, o acontecimento também mostra que o público do Facebook pode não estar totalmente ciente sobre como seus dados são coletados, protegidos, transferidos, usados e mal utilizados.
O Comitê Judiciário vai realizar uma audiência separada investigando a Cambridge e demais questões relacionadas à privacidade de dados.

Foto de capa: Zuckerberg em apresentação ao Congreso dos Estados Unidos, ontem (11)/B9.

NOTÍCIAS RELACIONADAS

+ Notícias

10 maneiras criativas e econômicas pra fugir do calor em Goiânia

Onde comer, beber e até curtir o calorão!


+ Notícias

Até a caixa d'água não suportou tanto calor e derreteu!

O fato aconteceu na chácara de Egídio Alves, que fica a 11 km do centro de Araguarças


+ Notícias

Sem previsão de chuva, Goiânia se aproxima dos 40ºC e registra calor histórico

Calor não dá trégua e temperaturas são comparadas com o deserto do Saara


+ Notícias

Choro de Sandra Annenberg ao se despedir da bancada emociona: 'Fiz tudo com verdade'

Após 16 anos, ela parte para assumir o Globo Repórter ao lado de Glória Maria


+ Notícias

7 dicas de bares para sempre frequentar em Caldas Novas

Opções de bares na cidade é o que não faltam em períodos de alta e baixa temporada


+ Notícias

OVG abre inscrições para diversas atividades gratuitas em Goiânia

Adolescentes de 12 a 17 anos podem participar de oficinas, palestras e praticar esportes


+ Notícias

Quasar apresenta ‘Estou Sem Silêncio’ no teatro Goiânia

Movimentos e expressões que sempre surpreendem o público


+ Notícias

Lua cheia em noite de sexta-feira 13 é extremamente rara e pode dar sorte

Sextou de hoje é especial com previsão de muita sorte e pancadas de arrepios


MAIS LIDAS DE HOJE

+ CLUBE DE VANTAGENS CURTA MAIS

Curta Mais 2019. Todos os direitos reservados.