22/10/2019 16:29
Notícias / Conteúdo

Cora Coralina ganha homenagem na Casa Cor 2017

As arquitetas Andréia Spessatto e Naira Sá preparam um ambiente todo inspirado nos poemas de Cora

Marcelo
por Marcelo Albuquerque

“Recria tua vida, sempre, sempre. Remove pedras e planta roseiras e faz doces. Recomeça”. Com a inspiração de versos como este, a 21ª edição da Casa Cor Goiás terá um espaço todo dedicado à poetisa Cora Coralina. A ideia é das arquitetas Andréia Spessatto e Naira Sá que foram até a Cidade de Goiás, terra natal da artista, para uma verdadeira imersão sobre a vida e obra de Cora.

As arquitetas se reuniram com a musicista Fernanda Albernaz, sobrinha-bisneta de Cora para buscar mais informações sobre a poetisa e sua obra que foi reconhecida nacionalmente após ter sua obra elogiada por Carlos Drummond de Andrade em 1980.

Os detalhes do ambiente estão sendo mantidos em segredo para garantir a surpresa dos visitantes da Casa Cor que este ano será de 12 de maio e 21 de junho no tradicional Colégio José Carlos de Almeida, no Centro de Goiânia. “Nosso desafio é fazer uma ponte entre o passado e o presente, traduzir a simplicidade e a profundidade de sua poesia na arquitetura”, consideram.

Cora

As arquitetas Andréia e Naira em visita técnica na famosa Casa de Cora na Cidade de Goiás.

Um pouco sobre Cora

Vinda de uma família tradicional de pessoas cultas Cora Coralina, pseudônimo de Ana Lins dos Guimarães Peixoto Bretas, dizia sempre que se considerava mais doceira do que escritora. Mas mesmo assim a sua obra foi bem além das folhas de caderno que usava para anotar seus versos.  Cursando apenas a terceira série primária, Cora Coralina foi a primeira mulher a ganhar o Prêmio Juca Pato, em 1983, com o livro "Vintém de Cobre – Meias Confissões de Aninha".

Aos 70 anos, decidiu aprender datilografia para preparar suas poesias e enviá-las aos editores. Embora o sucesso tenha vindo já com uma idade avançada, Cora começou a escrever poemas e contos ainda aos 14 anos. Apesar de cultivar hábitos de uma vida simples do interior, a poetisa demonstrou em sua obra e em suas opiniões que era uma mulher à frente de seu tempo. Na cidade de Goiás, ao vender seus doces de casa em casa sempre recitava suas poesias.

cora

A maior poetisa goiana será homenageada na principal mostra de arquitetura e decoração do estado. (Foto: arquivo)

NOTÍCIAS RELACIONADAS

+ Notícias

Halloween para pets acontece em Goiânia com entrada gratuita

O evento pretende conscientizar a população sobre a guarda responsável dos animais 


+ Notícias

É oficial! Jorge e Mateus rompem com AudioMix dona do Festival VillaMix

A parceria com Marquinhos da AudioMix chegou ao fim após mais de 10 anos


+ Notícias

UFG premia as melhores ideias de negócios na Olimpíada do Empreendedorismo

A competição estimula o desenvolvimento de competências em diferentes áreas do conhecimento


+ Notícias

Caldas Novas: maior estância hidrotermal do mundo completa 108 anos

Ela quem nos presenteia com suas belas águas termais, um clima fresquinho, cachoeiras enormes e parques impressionantes


+ Notícias

HDT abre processo seletivo de 64 vagas exclusivas para 'PCDs' com salários de até R$ 8.877,00

As inscrições são gratuitas e só podem ser feitas de forma presencial



+ Notícias

Itego abre 85 vagas para cursos técnicos gratuitos em Anápolis

Inscrições vão até o próximo dia 25 de outubro


+ Notícias

Prepare o guarda-chuva! Semana terá tempo nublado e chuva em Goiânia e no estado

A temporada de chuvas começa na capital e em todo estado


+ CLUBE DE VANTAGENS CURTA MAIS

Curta Mais 2019. Todos os direitos reservados.