17/07/2019 05:17
Notícias / Conteúdo

Cora Coralina ganha homenagem na Casa Cor 2017

As arquitetas Andréia Spessatto e Naira Sá preparam um ambiente todo inspirado nos poemas de Cora

Marcelo
por Marcelo Albuquerque

“Recria tua vida, sempre, sempre. Remove pedras e planta roseiras e faz doces. Recomeça”. Com a inspiração de versos como este, a 21ª edição da Casa Cor Goiás terá um espaço todo dedicado à poetisa Cora Coralina. A ideia é das arquitetas Andréia Spessatto e Naira Sá que foram até a Cidade de Goiás, terra natal da artista, para uma verdadeira imersão sobre a vida e obra de Cora.

As arquitetas se reuniram com a musicista Fernanda Albernaz, sobrinha-bisneta de Cora para buscar mais informações sobre a poetisa e sua obra que foi reconhecida nacionalmente após ter sua obra elogiada por Carlos Drummond de Andrade em 1980.

Os detalhes do ambiente estão sendo mantidos em segredo para garantir a surpresa dos visitantes da Casa Cor que este ano será de 12 de maio e 21 de junho no tradicional Colégio José Carlos de Almeida, no Centro de Goiânia. “Nosso desafio é fazer uma ponte entre o passado e o presente, traduzir a simplicidade e a profundidade de sua poesia na arquitetura”, consideram.

Cora

As arquitetas Andréia e Naira em visita técnica na famosa Casa de Cora na Cidade de Goiás.

Um pouco sobre Cora

Vinda de uma família tradicional de pessoas cultas Cora Coralina, pseudônimo de Ana Lins dos Guimarães Peixoto Bretas, dizia sempre que se considerava mais doceira do que escritora. Mas mesmo assim a sua obra foi bem além das folhas de caderno que usava para anotar seus versos.  Cursando apenas a terceira série primária, Cora Coralina foi a primeira mulher a ganhar o Prêmio Juca Pato, em 1983, com o livro "Vintém de Cobre – Meias Confissões de Aninha".

Aos 70 anos, decidiu aprender datilografia para preparar suas poesias e enviá-las aos editores. Embora o sucesso tenha vindo já com uma idade avançada, Cora começou a escrever poemas e contos ainda aos 14 anos. Apesar de cultivar hábitos de uma vida simples do interior, a poetisa demonstrou em sua obra e em suas opiniões que era uma mulher à frente de seu tempo. Na cidade de Goiás, ao vender seus doces de casa em casa sempre recitava suas poesias.

cora

A maior poetisa goiana será homenageada na principal mostra de arquitetura e decoração do estado. (Foto: arquivo)

NOTÍCIAS RELACIONADAS

+ Notícias

Blogueira que casou consigo mesma é atacada na web e morre um dia após cerimônia

A jovem Alinne Araújo de 24 anos sofria de depressão


+ Notícias

Reeducandas de presídio feminino goiano recebem diplomas de formação em assistente de cozinha

Curso contou com aulas de poesia e participação da jurada do Masterchef, Paola Carosella


+ Notícias

Solteira desde Neymar, Bruna Marquezine é flagrada em encontro com ex-namorado de Kardashian em Los Angeles

Os dois foram fotografados dentro de carro na saída de um restaurante famoso em LA


+ Notícias

Eclipse Lunar pode ser visto em todo o Brasil nesta terça-feira

O fenômeno se dará justamente no dia em que é celebrado os 50 anos do lançamento da missão Apollo 11, que levou o homem à Lua


+ Notícias

FaceApp: aplicativo que virou febre ao envelhecer rostos foi criado para pegar dados de usuários

O app criado por uma empresa russa e revela tudo isso na própria política de privacidade (que ninguém lê)


+ Notícias

Juntos e shallow now? Lady Gaga está morando com Bradley Cooper, afirma revista

A publicação diz ainda que o astro Bradley Cooper teria expulsado a esposa de casa


+ Notícias

Não perturbe: saiba como bloquear ligações indesejadas de Call Center

A opção já está disponível para o consumidor


+ Notícias

Em vídeo, Padre Marcelo Rossi afirma que 'Maria passou na frente' após ser empurrado de altar durante missa

O padre rezava uma missa transmitida ao vivo quando uma mulher furou a segurança, invadiu o palco correndo e deu um grande empurrão pelas costas


MAIS LIDAS DE HOJE

+ CLUBE DE VANTAGENS CURTA MAIS

Curta Mais 2019. Todos os direitos reservados.