19/08/2019 11:12
Notícias / Conteúdo

'Bolsonaro diz coisas desagradáveis, intransponíveis na França', diz Marine Le Pen

A líder da extrema direita francesa, Marine Le Pen, foi convidada a opinar nesta quinta-feira (11) sobre o candidato à presidência Jair Bolsonaro (PSL).

Marcelo
por Marcelo Albuquerque

A líder da extrema direita francesa, Marine Le Pen, foi convidada a opinar nesta quinta-feira (11) sobre o candidato à presidência Jair Bolsonaro (PSL). Ela foi entrevistada no programa "4 Verdades", do canal France 2. Com habilidade, Marine tomou distância do discurso tosco e discriminatório do militar.

Questionada pela apresentadora Caroline Roux se desejava a vitória de Bolsonaro, Marine Le Pen disse que essa decisão cabia ao povo brasileiro e que ela respeitava a soberania dos povos. O tom evasivo da primeira resposta dominou os minutos seguintes da entrevista.

Sobre o sucesso de Bolsonaro no primeiro turno, Marine atribuiu ao fato dele ter baseado sua campanha no tema da segurança e contra a corrupção. Ela citou dados da criminalidade no Brasil, evocando os 60 mil homicídios por ano no país, contra 700 casos na França, e atribuiu a votação expressiva em Bolsonaro a uma "reação" da população brasileira a esse ambiente de insegurança.

"É uma criminalidade endêmica que atinge a liberdade dos brasileiros e, diante da tolerância do governo anterior, os brasileiros lançaram o alerta de que a segurança é uma prioridade para eles", disse Marine.

Questionada sobre os excessos de Bolsonaro quando o candidato diz que preferia ver seus filhos mortos em vez de homossexuais e que mulheres grávidas são um fardo para empresas, Marine afirmou: "Não vejo o senhor Bolsonaro como um candidato de extrema direita, ele diz coisas extremamente desagradáveis que são intransponíveis na França, são culturas diferentes", ressaltou. Marine aproveitou este momento da entrevista para reforçar a distância em relação ao candidato do PSL: "Desde que um candidato fala coisas desagradáveis, na França ele é catalogado de extrema direita".

Marine Le Pen está em campanha para as eleições do Parlamento Europeu marcadas para maio de 2019. Ela lançou no dia 8 de outubro uma agenda de ações de seu partido, Agrupamento Nacional (RN), ao lado do ministro do Interior da Itália, Matteo Salvini, número dois do atual governo populista italiano. (Via RFI)

NOTÍCIAS RELACIONADAS

+ Notícias

Notícia da morte de Marrone é fake news e vírus

O assunto está entre os mais buscados na internet; entenda o caso:


+ Notícias

Alphaville e Jardins Goiânia ganham moderna clínica odontológica do personal dentist Rildo Lasmar

Um dos mais requisitados cirurgiões dentistas do país atende em dois endereços na capital goiana


+ Notícias

Coisas da Rússia: Conheça Fedor, o humanoide que será 'pedreiro' na lua

Em 2017 ele havia aparecido para o mundo, mas na época todos pensaram se tratar do novo 'Exterminador do Futuro'


+ Notícias

5 livros de filósofos brasileiros que vão mudar a sua forma de ver o mundo

A filosofia vem buscando responder as maiores perguntas da humanidade e do mundo há milênios. Este filósofos brasileiros trazem importantes debates que questionam nós e nossa sociedade


+ Notícias

Milton Nascimento faz show em Goiânia com a Turnê Clube da Esquina

Turnê celebra os dois álbuns do grupo: o antológico "Clube da Esquina" (1972) e "Clube da Esquina II" (1978).


+ Notícias

Trump quer comprar a maior ilha do mundo e porta-voz rebate 'ele enlouqueceu'

50 mil pessoas moram na ilha hoje e seu preço é incalculável


+ Notícias

SAMU veterinário deve ser criado em Goiânia para socorrer os nossos pets

Quando os animaizinhos acidentados precisavam de atendimento imediato, era difícil saber para quem ligar e pedir ajuda. Agora, não mais


+ Notícias

Rio Meia Ponte atinge nível crítico e se aproxima de racionamento da água

Medidas devem ser adotadas para não faltar água na Grande Goiânia


+ CLUBE DE VANTAGENS CURTA MAIS

Curta Mais 2019. Todos os direitos reservados.