19/05/2019 14:29
Notícias / Conteúdo

Argentina cria comercial e explica para a Rússia como um homem pode amar outro

Através do futebol os argentinos mostram aos russos como os homens de verdade se comportam

Júlia
por Júlia Marreto

De fato, uma paixão brasileira. Mas não exclusiva. O futebol é um dos esportes mais amados no mundo todo, prova disso é a Copa do Mundo que, ao mesmo tempo que mobiliza para [quase] todos os países, incluindo aqueles que nao possuem seleção jogando.


Considerado um esporte masculino [consideração que está sendo cada dia mais dismistificada], o futebol tem o poder de unir as pessoas, em momentos de alegrias e tristezas a cada gol a favor, contra e mesmo que haja ponto algum.


Sabendo que a Rússia é um dos países mais preconceituosos com os homossexuais, sabendo que a Copa do Mundo 2018 será sediada no mesmo país e sabendo que o futebol é um esporte de amor e compartilhamento de experiências, a Argentina [sim! nossos "rivais" futebolísticos e bem mais "frios" que os brasileiros] tiveram uma sacada genial para mostrar que há absolutamente NADA de errado em um homem amar outro.


Através do futebol, a campanha realizada pelo canal de TV Tyc Sports questiona a visão de Vladimir Putin [atual presidente da Rússia] e todos aqueles que, ainda, insistem em criminalizar o amor entre pessoas do mesmo sexo.


A propaganda começa com: “Senhor Putin, ficamos sabendo que o seu país não admite manifestações de amor entre os homens. Estamos com problemas!”


Outro trecho é: “Não há nada mais emocionante do que ver um homem se movendo. Não há nada mais excitante do que ver um homem suado comemorando um título no vestiário”, são alguns dos trechos do informe publicitário.

Confira o vídeo completo [com legendas em português]:


A ação não foi realizada "à toa", a questão é que nos últimos tempos o governo russo tem influenciado o crescimento da homofobia no país. Em 2013, Putin aprovou a "lei de propaganda gay", que proibi a distribuição de conteúdos que defendam os direitos LGBT ou considerem relacionais homossexuais iguais aos heterossexuais à menores de idade.


A propaganda termina com a seguinte fala: “Senhor Putin, se para o senhor o amor entre homens é uma doença. Então estamos muito doentes. E é contagioso!”

NOTÍCIAS RELACIONADAS

+ Notícias

Cão Véio lança novo cardápio de almoço exclusivo para Goiânia

O famoso gastrobar do chef Henrique Fogaça convida a capital para conhecer as novidades!


+ Notícias

Galak vira achocolatado em pó tipo Nescau em edição limitada de inverno

O tradicional chocolate branco em barra agora para você beber


+ Notícias

Cientista brasileira cria 'caneta' capaz de detectar o câncer em pacientes

Apesar de ainda estar em fase de testes, o dispositivo já mostrou resultados promissores


+ Notícias

Dólar sobe para R$4,10 e bate recorde do ano

A moeda alcançou o seu maior valor desde setembro de 2018


+ Notícias

Robert Pattison, de Crepúsculo, está na corrida para interpretar o Batman nos cinemas

O ator britânico concorre com Nicholas Hoult, de X-Men, para o papel e é o favorito


+ Notícias

Morre Grumpy Cat, a gatinha mais rabugenta da internet

A gata, que se chamava Tadar Sauce, ganhou fama nas redes quando suas fotos viralizaram em 2012


+ Notícias

'Juntos e Shallow Now': Paula Fernandes divulga refrão da versão em português do sucesso de Lady Gaga

O áudio foi divulgado no site do Hugo Gloss, bem no fim da noite desta última quinta-feira (16)


+ Notícias

Presidente do Inep pede demissão

Elmer Coelho Vicenzi assumiu o cargo há menos de um mês


MAIS LIDAS DE HOJE

+ CLUBE DE VANTAGENS CURTA MAIS

Curta Mais 2019. Todos os direitos reservados.