18/11/2019 09:07
Serviço / Serviços Públicos

Aeroporto de Goiânia foi superfaturado com propina de R$ 211 milhões

A construção do novo aeroporto de Goiânia foi uma das obras apontadas na Operação Lava Jato pelo pagamento de propinas da Odebrecht

Paloma
por Paloma M. Carvalho

A construção do novo aeroporto de Goiânia foi uma das obras apontadas na Operação Lava Jato pelo pagamento de propinas da Odebrecht, que totalizou R$ 211,6 milhões em superfaturamento. O prejuízo foi calculado pelo Tribunal de Contas da União (TCU) e é considerado por auditores da corte um emblema da sangria causada pelo esquema de corrupção do qual a empreiteira se beneficiou. Ao todo, o contrato e os aditivos fiscalizados consumiram R$ 564 milhões em recursos públicos.

As obras do aeroporto de Goiânia foram tocadas pela Odebrecht em consórcio com a Via Engenharia. Planilha do Setor de Operações Estruturadas da Odebrecht, o “setor de propinas” da empreiteira, indicou o pagamento de suborno a dois agentes públicos da Infraero, identificados pelos codinomes “Americano” e “Americano Velho”. O documento, apreendido na Lava Jato, atribui os valores ao contrato do aeroporto.

Em 2006, ano seguinte ao início do empreendimento, o TCU já havia apontado superfaturamento de R$ 47 milhões nos contratos. O valor era 80% superior ao que os serviços realmente custavam. Tanto os preços quanto os quantitativos do contrato estavam superdimensionados. Atualizada a 2013, época dos aditivos assinados para complementar a construção do terminal, a quantia chega a R$ 104 milhões.

O TCU apontou ainda prejuízos de R$ 107,6 milhões em três aditivos, que estavam inflados em até 38%, totalizando os R$ 211,6 milhões de superfaturamento. Em decisão tomada em outubro, a corte abriu uma tomada de contas especial para identificar os responsáveis pelos prejuízos e cobrar o ressarcimento.

A Odebrecht informou ao jornal Estadão que não irá se manifestar, mas “reafirma seu compromisso de colaborar com a Justiça”. 

Em nota, referindo-se à Odebrecht, a Via Engenharia alegou desconhecer as “circunstâncias das negociações que envolvem diretamente a consorciada parceira, que, como líder do consórcio, desempenhava o papel de direção, representação e administração do contrato perante o cliente, com poderes expressos para concordar com as condições relacionadas com o objeto da licitação, bem como os desdobramentos nas diferentes relações de seus contratos com o governo”.

A Infraero explicou que sua “atual administração já atua ao lado do TCU para a apuração dos fatos, ainda que não tenha sido notificada pelas autoridades policiais e judiciárias” da Lava Jato. “Entretanto, cabe ressaltar, a empresa não comenta assuntos submetidos a investigação policial ou que serão objeto de exame do poder judiciário. O mesmo vale para manifestações ou pareceres do TCU”, salientou.

Com informações de Estadão

NOTÍCIAS RELACIONADAS

+ Serviço

Sebrae cria diagnóstico 'Raio X' para gestão de pequenos negócios

Ferramenta faz um diagnóstico da situação das empresas e dá avaliação imediata


+ Serviço

No escurinho do cinema: 7 melhores cines de Goiânia para dá um play no fim de semana

Confira a programação dos cinemas, escolha uma que fique mais perto de sua casa e divirta-se com toda a família


+ Serviço

6 maneiras eficientes para estudar na internet que todo aluno deve conhecer

Seguindo essas dicas, o resultado será satisfatório


+ Serviço

Goiânia recebe feira com mais de 800 vagas de emprego e estágio nesta sexta-feira

Projeto IEL em Ação é realizado em parceria com shoppings de Goiás, capacita e encaminha estudantes para o mercado de trabalho gratuitamente


+ Serviço

Goiânia ganha primeiro estacionamento exclusivo para autistas

Iniciativa pioneira no Brasil, Goiânia agora possui vagas de estacionamento com uma comunicação visual lúdica, colorida e emocional para autistas


+ Serviço

Canadá abre 430 vagas de emprego para brasileiros

Além de emprego na cidade de Quebec, os brasileiros também podem participar seleções para bolsas-de estudo de até 40 mil dólares canadenses


+ Serviço

Centro de Línguas da UFG abre inscrições para o segundo semestre de 2019 em Goiânia

São ofertadas vagas para Inglês, Francês, Italiano, Alemão, Espanhol e Mandarim com um preço único para todo o semestre


+ Serviço

Cidadãos de baixa renda podem ter acesso gratuito à primeira CNH em Goiás

A previsão é que a CNH Social seja implantada a partir de 2020


MAIS LIDAS DE HOJE

+ CLUBE DE VANTAGENS CURTA MAIS

Curta Mais 2019. Todos os direitos reservados.