22/05/2019 02:17
Turismo / Turismo em Goiás

7 motivos para você conhecer (e se apaixonar) por Paraúna em Goiás

Guia de programas na misteriosa cidade das pedras

Redação
por Redação Curta Mais

Muitos mistérios cercam Paraúna. A pouco mais de 100 km de Goiânia e 350 km de Brasília, a cidade abriga histórias e lendas repassadas pelos moradores das redondezas, que afirmam que a região é visitada ou habitada por seres estranhos (alguns até vindos de outros planetas). O misticismo está relacionado às grandes formações rochosas e às construções antigas que a cidade abriga, principal cartão-postal e atrativo turístico da cidade. Realidade ou ficção, o que se pode afirmar é que Paraúna é cheia de belezas naturais que merecem ser vistas de perto. Confira agora algumas das atrações turísticas de Paraúna e programe-se para conhecer a cidade!

 

Morro da Igrejinha e Cristo Redentor

Morro

Morro da Igrejinha e Cristo Redentor em Paraúna

Foto: Overmundo

Dentro da cidade, vale visitar o Morro da Igrejinha, que abriga a Capela de Nossa Senhora da Guia. Ao lado da igreja está a imagem do Cristo Redentor, que tem mais de 10m de altura. O Morro da Igrejinha oferece uma vista única da cidade de Paraúna.

 

Sítio Arqueológico Serra das Galés

PEdra

Pedra do Cálice, na Serra das Galés em Paraúna

Foto: Goiás Turismo

Reconhecida desde 1996 como Reserva Particular do Patrimônio Natural, a Serra das Galés abriga formações rochosas que intrigam o público visitante e formam a principal atração turística da cidade. As imagens formadas pelas rochas impressionam pela semelhança com objetos, pessoas e animais, como a Pedra da Tartaruga, o Lorde Francês, a Máquina de Escrever e a formação rochosa mais famosa da Serra e cartão-postal de Paraúna: o Cálice de Pedra, que tem cerca de 15m de altura. A Serra das Galés também é ideal para trilhas.

Pedra

Pedra da Tartatura, na Serra das Galés

Lorde

Lorde Francês, na Serra das Galés

 

Serra da Portaria

Serra

Serra da Portaria, em Paraúna

Foto: Caroline Constantino | Do Cerrado

Localizado no Parque Estadual de Paraúna, a Serra da Portaria também abriga resquícios de construções de pedra e outros vestígios de antigas civilizações, que podem ter ligações com os povos maias e incas. Ao pé da Serra há um salto que forma uma piscina natural, adequada para banho.

 

Serra da Arnica

Serra

Serra da Arnica, em Paraúna

Foto: J. A. Fonseca

Nome recebido em virtude da grande quantidade da plantinha “arnica” no local, a Serra da Arnica é mais um espaço que abriga formações rochosas de grande mistério, como um monumento formado por pedras que se elevam como uma fortaleza e uma incrível figura que lembra um felino em posição de esfinge. A Serra da Arnica também é frequentada por atletas para a prática de trilhas de motos.

 

Muralha de Pedra

Muralha

Muralha de Pedra em Paraúna

Foto: J. A. Fonseca

Conjunto de rochas alinhadas que formam uma estrutura semelhante a um grande muro, a Muralha de Pedra tem mais de 80 km de extensão e chama a atenção dos visitantes pelo formato, que parece com degraus.

 

Ponte de Pedra

Ponte

Ponte de Pedra, em Paraúna

Foto: Caroline Constantino | Do Cerrado

Na divisa de Paraúna com Rio Verde, a força das águas do Rio Ponte de Pedra esculpiu uma ponte natural de pedra. Por baixo dela, por onde passa o rio, formou-se uma caverna cheia de estalactites e estalagmites de grande beleza e interesse científico - uma verdadeira obra de arte criada pela natureza.

Rio

Rio da Ponte de Pedra

Foto: Goiás Turismo

 

Cachoeiras do Cervo e do Desengano

Cachoeira

Cachoeira do Desengano, em Paraúna

Foto: Goiás Turismo

A Cachoeira do Cervo pode ser vista de longe: abrigando um complexo de saltos e cachoeiras, que formam poços adequados para banho, perfeito para relaxar. Uma das quedas do complexo tem 12 metros de altura. Com nascente na Serra das Divisões, a Cachoeira do Desengano é uma de três quedas d’água do complexo e uma das mais visitadas da cidade.

 

Paraúna

Como chegar: Paraúna fica a 126km de Goiânia e 350 km de Brasília, com acesso pela BR-060.

Informações de hospedagem e alimentação: (64) 3957-7045

Foto de capa: Pedra do Cálice, na Serra das Galés, em Paraúna, por Aalaorbr

NOTÍCIAS RELACIONADAS

+ Turismo

TAP cria stopover em Brasília com até 5 dias sem custos extras para passageiros

O Programa Brasil Stopover em Brasília promete novo fluxo de turistas europeus na cidade.


+ Turismo

Brasília vai ganhar mega parque com a primeira piscina de ondas para surfe do Brasil

O ambicioso projeto da Global Wave Parks, com a tecnologia Wavegarden, prevê um grande complexo de esportes, lazer e entretenimento no DF.


+ Turismo

4 roteiros de viagens alternativas nas proximidades de Brasília

Sem ideia para o que fazer nesse feriado? O Curta Mais preparou um roteiro alternativo de destinos deslumbrantes para quem quer sair da rotina, sem gastar muito


+ Turismo

Cachoeira do Arrojado: conheça essa beleza natural nos arredores de Brasília

A queda d'água está localizada no município de Cristalina (GO) e é ótimo destino para uma visita rápida no fim de semana


+ Turismo

Fotografia tirada no Parque Nacional das Emas rende prêmio internacional a fotógrafo brasiliense

O registro, feito em Goiás, mostra um tamanduá-bandeira devorando cupins 'brilhantes'



+ Turismo

Cachoeira paradisíaca é parada obrigatória para todo brasiliense que gosta de viajar

Trilha fácil, vista paradisíaca e ambiente natural que atende quem gosta de relaxar e também quem aprecia aventura e ecoturismo


+ Turismo

Encontramos uma cachoeira incrível, com uma piscina natural cercada por paredões de pedras

Imagine se desligar da correria do cotidiano com uma cachoeira que possui uma piscina natural com águas esverdeadas


MAIS LIDAS DE HOJE

+ CLUBE DE VANTAGENS CURTA MAIS

Curta Mais 2019. Todos os direitos reservados.